Bruno Ganem visita Instituto Magnus

O Deputado Estadual Bruno Ganem visitou o Instituto Magnus, braço social da empresa de mesmo nome, localizado em Salto de Pirapora. O local funciona em uma fazenda com 15000m² e realiza treinamento de cães guias para pessoas deficientes visuais.

Ganem foi recebido pelo gerente geral do Instituto, Thiago Guimarães , e por Thais, responsável pelas relações institucionais da empresa, acompanhada da cão-guia Sophie, uma labrador de três anos.

A visita apresentou todos os setores do instituto, que conta com maternidade, canil, hotel e residência modelos, onde acontece todo processo de interação entre a pessoa deficiente visual e cão-guia. Ganem também participou de uma experiência sensorial envolvendo a passagem por um túnel, de olhos vendados. “Naquele momento, senti muita insegurança, mas ao mesmo tempo outros sentidos ficam mais aflorados e você começa a perceber o mundo de outra forma”, revelou o deputado.

Cães são treinados desde filhotes para conseguirem atuar como cães guias. Atualmente, existem pouco mais de 200 cães para uma população de mais de 7 milhões de pessoas deficientes visuais no país/ Imagem: Assessoria de Imprensa Bruno Ganem

O processo de formação de cães guias

Dados do IBGE mostram que existem mais de 6,5 milhões de pessoas deficientes visuais no país. Ao mesmo tempo, existem cerca de 200 cães-guias em atividade no país, auxiliando estas pessoas a terem uma vida autônoma. Um número extremamente baixo!

“Nossa missão é capacitar, com excelência em todo o processo, estes cães, para auxiliarem estas pessoas”, explica o gerente Thiago Guimarães. Com um ano de funcionamento, o Instituto já formou 18 cães-guias que estão em atuação em diversos estados do Brasil.

“Este trabalho também envolve desmistificar a ideia que os cães-guias trabalham obrigados. A Sophie é a terceira cão-guia que me acompanhava e é incrível como eles conseguem saber o momento de trabalhar e os momentos de relaxar”, diz Thais.

Cumplicidade da cão guia Sophie, que acompanha Thaís há três anos/ Imagem: Assessoria Bruno Ganem

Treinamento

O processo se inicia com os cães ainda filhotes, que na companhia da mãe, são colocados em um ambiente que simula uma residência real, com ruídos e todos os equipamentos presentes. Com 60 dias, eles começam o treinamento, que dura cinco meses. Passadas estas etapas e observados os comportamentos dos animais e sua condição de saúde, é hora de iniciar o processo de compatibilidade com os e ambos.

Neste momento, cão e indivíduo convivem direto por um mês. Os exercícios continuam, assim como o acompanhamento da dupla, mensalmente. Estes cuidados garantem a excelência e alta compatibilidade dos cães com seus tutores. “Eles passam a ser nossos olhos e nos permitem ver através dos olhos deles, é uma nova forma de visão”, finaliza Thais.

Confira a visita no vídeo abaixo:

O Instituto

O Instituto Magnus é uma ONG com CNPJ próprio e mantida através de doações. As visitas ao local podem ser feitas individual ou em grupos, três dias na semana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *